porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Ator Marcelo Serrado briga na Justiça para não pagar dívida de R$ 100 mil



Marcelo Serrado está sendo processado pela decoradora Claudia Hauer, que o acusa de ter dado um calote. As informações são da revista Veja desta terça-feira (16). De acordo com a publicação, Claudia, que fez uma reforma na casa do ator, exige um acerto de contas de R$ 99 mil, sem contar juros e danos morais. O ator não negou a dívida, porém, justificou dizendo que não a pagou porque o serviço da profissional foi mal feito.

O caso está na 19ª Vara Cível do Rio de Janeiro desde 2015. Trata-se de uma cobertura de dois andares localizada no bairro de São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A decoradora afirmou a publicação que foi chamada para reformar apenas o primeiro andar da cobertura. Depois de pronto, Marcelo Serrado teria ficado satisfeito com o resultado, tanto que pediu à Claudia que desse sequência a reforma no segundo andar, e também, na área externa da residência.

Encarregada de uma série de modificações no segundo pavimento do apartamento do ator, Claudia disse que Serrado já tinha uma dívida com ela. Mesmo assim, a decoradora aceitou dar continuidade no trabalho pensando que iria ser paga em breve. No processo que corre na Justiça, a profissional alega que fez uma série de cobranças no decorrer do trabalho, e que o ator, antes de rescendir o contrato, lhe entregou cheques que foram devolvidos pelo banco.

A revista ainda conta que houveram trocas de mensagens sobre o assunto, e que em uma delas, uma secretária do ator propôs o seguinte acerto: seis parcelas de pouco menos de R$ 6 mil e, na entrega da reforma, o pagamento à vista de R$ 80 mil. No entanto, o combinado parece não ter sido cumprido. Essa mensagem teria sido respondida pelo próprio ator com as seguintes palavras: “Querida, veja com a Andreia (secretária) na quarta (…) Ela vai te ligar e pagar na quarta sem falta.”

O pagamento, segundo conta a Veja, não foi feito, e Claudia ainda teria sido surpreendida ao saber que o contrato que ela tinha com o ator havia sido recendido. Serrado teria questionado valores e alegava “péssimo” serviço. O global ainda teria escrito este e-mail: “Em nenhum momento foi combinado que seria cobrada a (taxa de) administração. Nos sentimos totalmente abandonados, a casa incompleta, placa que desapareceu, pintura inacabada, serviço mal feito (…). Portanto, da mesma maneira que você não cumpriu sua parte, me sinto no direito de não cumprir também. Pode ter certeza que se você tivesse dado assistência, jamais faria isso com você”.

Na ação, Serrado propõe que a Justiça obrigue a decoradora a ressarci-lo pelo o que diz ter precisado gastar em consertos depois que Claudia deixou o trabalho. Ele justifica que caiu em uma “arapuca” e que a casa onde mora está “inabitável”.

 

R7


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey