porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Presidente e corregedor da Justiça visitam a Comarca de Pilar

Magistrado Sandro Augusto disse estar confiante nas medidas adotadas para diminuir os casos de violência



por Robertta Farias

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador José Carlos Malta Marques, e o corregedor geral da Justiça, desembargador Alcides Gusmão da Silva, se reuniram, nesta quinta-feira (14), no Fórum da Comarca de Pilar, com o magistrado Sandro Augusto dos Santos para conversar sobre os altos índices de violência na região e as medidas a serem adotadas para sua diminuição. Durante o encontro, foram apresentadas as ações tomadas pelo Governo Estadual na cidade depois da reunião, realizada na última segunda-feira (11), entre o magistrado e o promotor da Comarca, Jorge Dória, com a cúpula da Segurança Pública do estado.

O desembargador presidente frisou que o Poder Judiciário está sempre preocupado com a ordem pública e que trabalha em conjunto com a Segurança Pública para mantê-la. “Nós nos sensibilizamos com a situação da cidade e viemos dar nosso apoio ao magistrado. Os bandidos precisam saber que a Justiça não tem medo deles. Com o trabalho ostensivo da polícia, os criminosos ficarão inibidos”, embasou o desembargador José Carlos Malta.

O corregedor geral, desembargador Alcides Gusmão da Silva, parabenizou a iniciativa do magistrado Sandro Augusto e do promotor Jorge Dória em buscarem uma solução para os problemas locais e destacou o compromisso do Judiciário. “Agradeço também a presença da cúpula da segurança pública pelas ações, o que nos dá a certeza de que não estamos sozinhos nessa luta”, comentou.

A reunião contou com a presença do promotor Jorge Dória, do diretor da Polícia Judiciária Metropolitana, delegado Carlos Reis, e do chefe da assessoria militar do TJ/AL, tenente coronel Paulo Domingos de Araújo Júnior.

Violência destoa belezas naturais da cidade

Titular da Comarca de Pilar desde outubro de 2012, o magistrado Sandro Augusto explicou que, desde que assumiu a responsabilidade do Fórum, se preocupou com o alto índice de violência da região e solicitou a atenção da Segurança Pública. “Um lugar tão bonito como Pilar não merece tanta violência. Estamos confiantes que as medidas adotadas pelos órgãos de segurança pública do Estado vão diminuir a violência por aqui. Em poucos dias já percebemos a mudança no comportamento da população que vivia amedrontada”, relatou o magistrado.

Depois da reunião com a cúpula da Segurança Pública, a cidade recebeu a Delegacia de Homicídios, agentes da Força Nacional, do Bope e mais homens e viaturas para Rádio Patrulha.

O promotor da unidade Judiciária, Jorge Dória, explicou que a impunidade em Pilar chamou sua atenção. “Quando cheguei na Comarca, encontrei mais de 230 inquéritos de homicídio sem autoria. Não queremos que estes novos casos de homicídios entre para esta estatística”, revelou.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey