Polícia desmente que assassino estaria cadastrado como motorista do Uber



Divulgação/PC-MG Marcos Antunes Trigueiro, o "Maníaco de Contagem"

Divulgação/PC-MG
Marcos Antunes Trigueiro, o “Maníaco de Contagem”

A Polícia Civil de Minas Gerais emitiu uma nota à imprensa informando que é falsa a notícia de que o assassino de várias mulheres, em Contagem, estaria cadastrado como motorista do Uber na capital alagoana. O homem identificado como Marcos Antunes Trigueiro, foi condenado e encontra-se preso desde 2010, no Estado mineiro.

Mensagens compartilhadas por meio das redes sociais causou pânico entre internautas acerca da possibilidade de Marcos estar atuando em Maceió.

Motoristas da Uber na capital explicaram que para concluir o cadastro é preciso passar por vários pré-requisitos, não sendo simples quanto parece. Entre os itens de segurança é checado se o indivíduo possui antecedentes criminais, o que impossibilita seguir o cadastro até a sua efetivação.

 

 

*Com agências


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey