porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Olho vivo! Júlio César está cercado de débitos por todos os lados



É histórico e tradição a ocasião de transição que consecutivamente existe no período pré-posse dos novos administradores, e isto, em todo o país. Salvo, quando o próximo mandatário é o próprio, e os rombos ficam por conta das mesmas tramoias que ocorrerão durante os próximos quatro anos.

Pelo que temos visto Júlio Cezar não se ateve à tarefa de se fazer ciente, e está descrente dos débitos que aparecem permitidos como ’presente de grego’ pelo desgoverno James.

Rombos e mais rombos preenchem os cofres vazios da prefeitura de Palmeira dos Índios, o que pode vir a servir de salvo conduto para tudo que não venha a acontecer. Ou seja, enquanto puder se discorrer sobre dívidas e gretas, vamos atropelando com a barriga, que o povo há de entender, e James que pague o pato por tudo que está aí.

Pelo cenário que nos é exposto, esta deve ser a cantiga da perua. Está claro de que  não houve o tão famoso período de transição. Ou por arranjo, ou por subterfúgio dos antecessores. Contudo, a culpa não é nossa, prefeito! Não é o bloqueio da grana por parte do INSS que Palmeira vai acabar. Está vindo dinheiro para Educação, e meio mundo sabe disto. Reveja o tamanho do seu secretariado recheado de nomes rejeitados por diversos segmentos da sociedade, e aborte sua ânsia de querer agradecer apoio com as benesses de cargos, como é o caso da Kátia Born, nome que causa revolta naqueles que esperavam uma administração sem trocas de presentes. Não perca tempo em pensar, o que nos leva a ter uma secretaria de Turismo, se nada temos para mostrar e, a Cultura poderá muito bem gerenciar algo que venha a acontecer.

Reveja sua atitude com a nomeação de uma ‘secretária sob suspeitas de fraudes na gestão anterior’ para gerenciar a Educação, e passe a governar para o povo, exercendo de fato a sua tão discorrida democracia.

Por fim, efetuar o pagamento da folha em dia, é um dever. Não é favor. O que não vale é em algum momento pensar em aumentar qualquer tipo de tributo para angariar dinheiro para pagamento dos funcionários. Mecanismos existem, sem que o povo possa ser mais sacrificado. Que vai ser um governo difícil, isto todo mundo sabe. Até porque todos nós acompanhamos a bagunça do ‘menino maluquinho’.

“A palavra democracia tem origem no grego demokratía que é composta por demos (que significa povo) e kratos (que significa poder). Neste sistema político, o poder é exercido pelo povo através do sufrágio universal. É um regime de governo em que todas as importantes decisões políticas estão com o povo, que elegem seus representantes por meio do voto.”

Se ao povo for dado somente o direito de espera e paciência, enquanto se junta documentos de imputação contra a quem passou, o tempo também passará, e em branco haveremos de ficar. Se algo diferente tivesse que acontecer, a historieta passada da máfia das ambulâncias teria tido outro fim.

“O pensamento do sábio antecede-lhe os atos, ao passo que o do insensato vem sempre depois…”

Fui!


5 comentarios sobre “Olho vivo! Júlio César está cercado de débitos por todos os lados”

  1. PALMEIRA GRITA SOCORRO!!!! disse:

    Esse Julio Cesar, devia se candidatar a miss pavão!!!
    O exibicionismo é muito grande!!!!

  2. izaquiel fora disse:

    que bom seria se os politicos profissionais de palmeira desistissem da politiquinha deles

  3. PALMEIRA GRITA SOCORRO!!!! disse:

    Estou cm você, pelas palavras!
    Esse prefeito gosta mesmo é de demagogia, são muitos vídeos divulgando que vai fazer isso, ou que está fazendo aquilo, e o secretariado (não todos) a banda podre, vai tomar conta das verbas que viram para o município.
    Quem lembra as dos discursos do Júlio Cesar quando afirmava que estava sendo ameaçado por um Grupo político que gerou um desentendimento entre o mesmo e o ex-vereador Salomão. Hoje o grupo que ele afirmava que estava sendo ameaçado é o mesmo que faz parte do seu governo (vai entende…. é política… é assim mesmo…!!!)
    “Salomão Torres assegura em pronunciamento que Júlio Cezar está fazendo teatro
    Presidente da Mesa Diretora do Legislativo de Palmeira dos Índios pediu respeito ao seu grupo político
    O vereador Salomão Torres (PSDB) presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Palmeira dos Índios em pronunciamento da tribuna da Casa, na abertura dos trabalhos da legislatura 2016, fez um dramático apelo ao vereador Júlio Cezar (PSB) pedido respeito do vereador ao seu grupo político, o mesmo grupo que Vossa Excelência fez parte e iniciou sua vida política.
    Explicou Salomão Torres que está no quarta legislatura na Câmara Municipal de Palmeira dos Índios e que permanece no grupo politico do deputado Edval Gaia Filho, do prefeito James Ribeiro (PSDB) e do conselheiro aposentado do TC-AL, Edval Gaia Edval porque confia e respeita esse grupo. “Só saio desse grupo quando abandonar a política” completou o vereador.
    Explicou que, que se tirar de Palmeira dos Índios o que foi realizado em obras importantes pelo saudoso Helenildo Ribeiro, pelo prefeito James Ribeiro e pelo deputado estadual Edval Gaia Filho pouca coisa fica nessa terra.
    Quanto às colocações feitas por Júlio Cezar, de que estaria sendo ameaçado e que um carro com pessoas estranhas estaria circulando por reiteradas vezes na frente da sua residência em Palmeira de Fora, de acordo com Salomão Torres nesse carro conduzido por ele, estavam o deputado Val Gaia, o conselheiro aposentado do TC-Al, Edval Gaia e uma liderança da Serra da mandioca, Gilberto Machado.
    Suas declarações de supostas ameaças partidas desse grupo, provocou um grande desgosto no conselheiro Edval Gaia, desabafou Salomão Torres. Em anos anterior em uma reunião na residência do conselheiro Edval Gaia, você Júlio Cezar beijou sua cabeça e afirmou que muito devia a esse homem. “Durma tranquilo Júlio Cezar, esse grupo não vai lhe fazer nenhum mal a você nem a ninguém, vossa excelência está fazendo teatro”, completou Salomão. Concluindo o seu pronunciamento, Salomão Torres, pediu a Júlio Cezar para fazer uma campanha política com ética e com decência, cada um buscando seus votos.
    Postado em 19/02/2016 às 17:53 por em Roberto Gonçalves
    O que podemos fazer agora!!! O teatro ainda não acabou… E ainda restam quatro anos do JC em cima do palco!!
    A população irá calar em virtude das promessas de campanha não cumpridas pelo então prefeito!
    Será que vamos presenciar um novo processo se impeachment em 2017!
    Ou será que vamos engoli-lo os quatros anos e ver nossa cidade na amargura por mais alguns anos!!!
    Será que os vereadores vão permitir o descaso em Palmeira dos Índios. Existe uma nova geração de vereadores, acredito que pessoas esclarecidas que poderão quebrar paradigmas e transformar nosso, cidade dando a ela outra realidade.
    Apesar de alguns vereadores novos serem de famílias tradicionais na política, acredito eu que não vão decepcionar a população, uma vez que já estão amadurecidos, muitos pais de família, onde vão orgulhar seus filhos e familiares pelas atitudes nobres a serem tomadas.
    Conhecendo a história do Imperador Júlio Cesar, faço uma metáfora a esse governo perguntando… quem será o Marco Jínio Bruto dessa historia que se inicia em palmeira dos Íindios…

  4. moradora da ribeira disse:

    Acredito que desvios existiram, mas nós povo não podemos a todo instante ficar ouvindo histórias de que Palmeira está um caos, os problemas devem ser sanados e pague quem dever, simples, atribui aos culpados pelos desvios e pelo danos causados ao município. O que não admitimos é toda essa conversa mole, tendo em vista os benefícios de campanhas que estão ai aos olhos do povo. Não podemos engolir tanta conversa mole, até porque, os secretários (não todos), mas parte deles são pessoas da gestão passada que passou a mão no dinheiro público e hoje está no poder administrando uma pasta importante como a educação. O prefeito nunca que poderia fazer isso, foi um tapa na cara do povo que esperava dele atitude de gestor, o bolsa família está recheado de pessoas da gestão anterior que além de também ter sido acusado de desvios e favorecimento ainda continua aquela que usou dos piores adjetivos na campanha, todo mundo sabe aqui na Ribeira. Isso sem contra na secretária de saúde, então, o que estamos vendo é que todos que foram contra o prefeito estão todos no poder, muito bem obrigada, e o povo que assumiu uma postura de mudança, foram todos descartados. A exemplo d pessoas que já foram falar com o prefeito no gabinete. então não é fácil para a população vivenciar tudo que está acontecendo, não é fácil para um filho da terra não ter oportunidade de emprego, porque os que existem são para as dívidas de campanhas e os apadrinhados. Do jeito que a coisa está indo, meus amigos, vou dá um ano para o povo tirá-lo, do poder, pois, o povo tem uma arma importante, o voto e o direito de falar e ele de ouvir. Outro ponto negativo do prefeito Júlio César é falar demais, enquanto engana o povo com retórica tentando ser convincente, podemos ter certeza que nada mais é do que tirar onda da cara do povo, para o povo engolir e esquecer que as secretarias estão recheadas de pessoas que não perdem tempo em angariar mais parentes de outras regiões, pois, a decepção está aí, e podemos ter certeza que este prefeito está enterrando sua vida política, ninguém vai mais acreditar em suas palavras, mudanças amigos somos nós que vamos fazer, pois, a cidade parou para o pobre e os eleitores que acreditou nele, somente para a elite que a coisa tá boa. Vamos mencionar o diretor do Palmeira Prev, gente foi um tapa bem dado, pois, este senhor o que falava e apoiava a outra candidata era uma bênção, mas foi nomeado e leva de quebra essa outra que nem sei quem é, e muita gente também não conhece a maioria dos agregados no poder. Por isso, afirmo, o prefeito que se cuide deixe de falar e faça algo em prol daqueles que o colocou no poder, porque não vai demorar muito uma revolta, e o bicho vai pegar. Muda prefeito, pois se continuar assim só este mandato mesmo e se tirar completo os quatro anos. Pense nisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey