porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Hoje é o último ‘Programa do Jô’: Veja as melhores entrevistas da última temporada



1O último bate-papo no sofá, o gole final na famosa caneca exposta na bancada e as piadas espirituosas para embalar a despedida. O Brasil acompanha nesta sexta-feira o final de uma era na tevê: Jô Soares encerrará sua trajetória à frente do Programa do Jô (RBS TV, 0h45min), há 16 anos no ar na TV Globo.

A conversa derradeira será com o cartunista Ziraldo, justamente, o campeão de entrevistas do talk-show, com 25 participações. O programa será gravado hoje mesmo e exibido no começo da madrugada. Retratos da Fama relembra a história do apresentador e os momentos mais marcantes desta última temporada.

O rei do talk-show

José Eugênio Soares, conhecido como Jô Soares, é ator, escritor, diretor, produtor e pintor. Consagrou-se na televisão fazendo humor.

A estreia à frente de um programa do gênero na Globo foi em Faça Humor, Não Faça Guerra, em 1970. Desde então, integrou e comandou os programas Satiricom (1973), Planeta dos Homens (1977) e, em 1981, ganhou sua própria atração: Viva o Gordo. O bordão “um beijo do Gordo!”, que o acompanharia até hoje, fechava os monólogos de abertura da atração e viraram uma marca do artista.

Em 1988, Jô estreou, no SBT, o humorístico Veja o Gordo e o talk-show Jô Soares Onze e Meia. Livremente inspirado em programas norte-americanos de grande audiência, como o Late Night With David LettermanJô Soares Onze e Meia ficou no ar por 11 anos. Até que, em abril de 2000, o humorista retornou à Globo para comandar a atração que levaria seu nome, Programa do Jô.

No dia 3 de abril, deu o primeiro “boa noite” da atração que teve como convidados o ator Tarcísio Meira, Dida, então goleiro da Seleção Brasileira, e a cantora Marisa Monte acompanhada da Velha Guarda da Portela.

Seu novo show, que ficou 16 anos no ar só na TV Globo e realizou mais de entrevistas 14 mil entrevistas. Confira as mais marcantes desta última temporada:

Emoção no encontro com o Rei

Roberto Carlos voltou ao palco do Programa do Jô no dia 9 de dezembro, cinco anos depois de seu último bate-papo com o apresentador. Jô foi às lágrimas quando o Rei dedicou a ele a música Amigo.

Os três blocos dedicados a Roberto foram marcados por uma conversa divertida entre amigos, na qual Jô chegou a falar de assuntos como as “manias” do Rei, devido ao seu Transtorno Obsessivo Compulsivo, e o início da carreira do cantor.

A dama da tevê

Maior atriz da televisão brasileira, Fernanda Montenegro bateu deu uma entrevista recheada de memórias, em novembro.

A grande dama da dramaturgia relembrou que era chamada de “musa” por Nelson Rodrigues e abriu o coração sobre os filhos, Fernanda e Cláudio Torres.

A voz do gol

Com o narrador esportivo mais famosos do país, em outubro, Jô conversou sobre sobre futebol, família, trabalho e amizade em um programa dedicado todo a Galvão Bueno. Entre piadas e goles de champanhe, Jô deu uma cutucada no amigo que, segundo ele, “elogia demais” os treinadores da seleção brasileira _ especialmente Dunga. Galvão, então, se defendeu e disse que alguns atletas pararam de falar com ele depois de críticas recentes.

Casal 20

Casal 20 do entretenimento da TV Globo, Angélica e Luciano Huck dividiram o sofá do Programa do Jô em outubro. A apresentadora do Estrelas e o dono do Caldeirão falaram sobre a relação de 11 anos e a vida em família com os filhos Joaquim, Benício e Eva. O acidente de avião que marcou a vida da família, em 2015, também foi retratado na conversa.

Estreia

Faustão, que raramente aparece em programas de tevê, fez sua estreia no sofá do amigo nesta última temporada, em setembro. O comandante do Domingão contou histórias de sua vida, como a época em que foi coroinha e os apelidos dos tempos de repórter esportivo. Os dois ainda lembraram que foram garotos-propaganda de uma loja de roupas de tamanhos grandes em Nova York, nos Estados Unidos.

Galã internacional

Astro internacional e um dos maiores galãs brasileiros, Rodrigo Santoro sentou no sofá de Jô em setembro para divulgar o filme Ben-Hur, no qual interpreta Jesus Cristo. O ator falou sobre os bastidores da produção de Hollywood e sobre a sua relação com artistas gringos do calibre de Anthony Hopkins.

Craque olímpico

Em julho, quando ainda se preparava para vestir a camisa da Seleção que daria a ele o inédito título olímpico, Neymar foi ao programa do Jô. O craque falou sobre o Barcelona, time espanhol que defende, a relação com estrelas como Messi e Suárez, e ainda relembrou momentos marcantes da sua história nos gramados como a saída precoce da Copa de 2014 por uma fratura na coluna.

 

 

Fonte: Diariogaucho

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey