porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


HGE registra baixo número de queimados e alerta sobre cuidados

Hospital Geral realiza campanha anual para alertar a população sobre os riscos dos fogos de artifício, principalmente para as crianças



large (74)Para que as festas juninas não se transformem em tragédia, é necessário redobrar os cuidados ao manusear os fogos de artifício típicos deste período. Referência no atendimento de queimados em Alagoas, o Hospital Geral do Estado (HGE) realiza, anualmente, campanhas para alertar a população sobre os riscos que principalmente as crianças correm ao utilizar os fogos. O resultado desse trabalho de orientação é o baixo número de vítimas registrado pelo hospital este ano.

Apenas uma criança está internada no HGE, vítima de queimadura por fogos de artifício. A médica e diretora da unidade hospitalar, Verônica Omena, alerta que mesmo os fogos que possuem baixo poder explosivo, como as chuvinhas, traques e estalo bebé, requerem atenção redobrada dos pais e responsáveis por crianças.

Que o diga a dona de casa Juliana dos Santos Ferro, mãe do pequeno A. S. V., de 8 anos. Na última segunda-feira (23), véspera de São João, o menor foi vítima de fogos. “Meu filho estava com chuvinhas em um dos bolsos da calça e, ao passar próximo a uma fogueira, fagulhas atingiram a roupa dele, deixando as nádegas em chamas”, relatou.

A criança, que é a única vítima de queimadura de fogos internada no HGE, teve queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus. Apesar de seu quadro de saúde ser estável, ela deverá passar por uma cirurgia reparadora nas nádegas.

Cuidados – Em casos de queimaduras, cuidados imediatos devem ser tomados. A orientação é resfriar a área atingida com água corrente por um período de 5 a 10 minutos. Após o resfriamento do local queimado, a vítima deve ser encaminhada para uma unidade de urgência e emergência mais próxima. A recomendação médica é que não se deve usar substâncias como gelo, água gelada, manteiga, café em pó, creme dental e plantas na lesão, para não agravar o ferimento.

Além dos fogos de artifício, as crianças continuam sendo as principais vítimas de acidentes domésticos com líquidos quentes como água, café, leite e óleo. A maioria desses acidentes acontece na cozinha, na presença de um adulto, por falta de cuidado e atenção. Medidas simples são capazes de evitar tais queimaduras, como virar os cabos das panelas para dentro do fogão e evitar a manipulação de café, leite quente ou qualquer alimento em cozimento com a criança no colo ou na cozinha.

“Já as crianças maiores passam a ser vítimas de queimaduras por chamas diretas, através da manipulação de álcool, gasolina ou querosene. Cabe aos pais e responsáveis evitar a presença destes produtos em casa ou mantê-los trancados em locais de difícil acesso, além de instruir seus filhos sobre a extrema gravidade de manipular produtos inflamáveis”, alerta a diretora do HGE, Verônica Omena.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey