porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Violência contra a mulher foi alta neste final de semana no Agreste

Três mulheres foram vítimas da violência com o registro de um caso passional em Arapiraca



Por Roberto Gonçalves

 

A violência contra a mulher neste final de semana no interior de Alagoas e atingiu índices insuportáveis. Três mulheres foram vítimas da violência, com um caso de maior repercussão registrado por motivos passionais em Arapiraca. A jovem Érica Santos do Carmo, 19 anos foi executada com golpes de arma branca no pescoço no interior da residência na Rua Paulo VI no bairro Primavera. O crime foi registrado na manhã deste sábado, 14.

O crime teria motivação passional após a jovem decidir se separar do marido identificado apenas como Alisson, que está foragido e caçado pela Polícia Civil.

O crime ocorreu no interior da residência do casal. A polícia chegou ao local após o irmão do assassino notificar o desaparecimento do casal. Os PMs derrubaram a porta da casa e encontraram a vítima ensanguentada no chão, já em óbito.

Segundo a polícia, o pai de Érica informou que o genro cometeu o crime após a jovem ameaçar deixá-lo. De acordo com informações de vizinhos às brigas eram constantes e a jovem sempre vítima de agressão física. O autor do crime fugiu do local e ainda não há pistas do seu paradeiro.

Foram acionados a Força Nacional, o Instituto Médico Legal (IML) e o Instituto de Criminalística (IC) para fazer a perícia e o recolhimento do corpo. Em Craíbas na região Agreste, o corpo de uma mulher em decomposição foi encontrado, enquanto na Zona da Mata, misteriosamente outra mulher foi encontrada dentro da mala de um veículo.

Em Craíbas a mulher foi identificada como Rosineide da Silva Lima ,28 anos e estava em avançado estado de putrefação, dentro de sua residência. Informações do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), dão conta que os policiais chegaram até o local por intermédio de uma ligação anônima. Na ligação, a pessoa informou que Rosineide não era vista há alguns dias e que havia muito mau cheiro nas imediações residência da vítima. Equipes da Polícia Civil e do Instituto Médico Legal (IML) se dirigiram até o local para iniciar as diligências. Nenhum suspeito foi apontado até o momento.

Já na manhã deste sábado, 14, um caso mais misterioso foi registrado, desta vez em um dos trechos da BR-316, próximo ao município de Pindoba. Uma mulher, até o momento sem identificação, foi encontrada morta dentro da mala de um carro, modelo Polo Sedan, cor prata e placa MUV-2343.

O curioso é que a jovem apresentava apenas marcas de sangue nas orelhas, sem qualquer registro de tiro ou facada. O veículo foi encontrado próximo de um barranco bastante avariado, como se tivesse batido em algum local.

A Polícia Civil, através da Delegacia de Pindoba, inicia nesta segunda-feira,16, as investigações deste caso que até o momento não tem pistas do que realmente aconteceu, mesmo com a possibilidade de sequestro relâmpago sendo a causa mais provável diante dos vestígios.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey