porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Usinas do Grupo JL de Minas Gerais serão leiloadas no dia 28 abril



As usinas de cana-de-açúcar Vale do Paranaíba e Triálcool, que integram a Massa Falida Laginha Agro Industrial, do empresário João Lyra, deverão ser colocadas à venda pela Justiça no próximo dia 28 em Alagoas.

A audiência de entrega e abertura das propostas pela compra das unidades está programada para a partir das 9h na 1ª Vara da Comarca de Coruripe, onde corre o processo de falência. O impasse na Justiça tem dificultado a solução do problema das usinas, que estão desativadas.

As unidades estão sendo administradas pela massa falida Laginha Agroindustrial SA. “Foram feitas várias manobras judiciais, com recursos meramente protelatórios pelo João Lyra”, ressalta o advogado Leonardo Altef, ex-secretário de governo de Ituiutaba (MG), que vem acompanhando o caso.

Usina Vale do Paranaíba Localizada em Capinópolis (MG), trata-se de unidade industrial destinada à fabricação de açúcar e álcool. Teve a instalação efetivada no período de 2001-2003, com área própria escriturada 3.228,8775 hectares, área agricultável 1.744,50 hectares.

O canavial tem uma produtividade média de 90TCH. Já a capacidade industrial é de 1,7 milhão de toneladas/safra. Seus bens e direitos da unidade foram avaliados em R$ 211,3 milhões. A Vale do Paranaíba está desativada há cerca de quatro anos. A usina é a maior empregadora e geradora de impostos para Capinópolis.

Usina Triálcool Localizada em Canápolis (MG), é destinada a fabricação de açúcar e álcool, possuindo uma grande área irrigada, com aproveitamento da água utilizada no processo industrial e pela energia elétrica gerada pela própria usina, distribuída por uma rede com mais de 150km de linhas de alta tensão. Possui áreas rurais próprias escrituradas de 8.197,95 hectares e área agricultável de 4.364,10 hectares. A capacidade da unidade industrial é de 1,8 milhão de toneladas por safra. O canavial tem uma produtividade de 87 TCH. Já seus bens e direitos da unidade foram avaliados em R$ 227,7 milhões, sem incluir o valor da cana-de-açúcar e socaria.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey