porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Suspenso lote de vacina contra HPV após relatos reações

Cinco meninas tiveram náusea, mal-estar e dor muscular depois de tomar a vacina, enquanto uma garota sofreu uma crise convulsiva. Imunização segue normalmente com outros lotes



A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul registrou mais três casos de reação à vacina contra o HPV e suspendeu a aplicação de um lote com 89 000 doses.

Com os novos registros, o número de ocorrências chega a seis. A aplicação de doses desse lote foi suspensa até que fique claro se os casos têm conexão com a vacina ou não. A imunização com os demais lotes segue normalmente.

vacina-dengue-20110222-size-598

Dos seis casos, cinco foram registrados em Porto Alegre. Três meninas apresentaram mal-estar, dores musculares e náuseas minutos depois de tomar a vacina, reações previstas, mas consideradas “acima do normal” pela secretaria. As outras duas tiveram sintomas semelhantes, mas de menor intensidade. Todas foram atendidas por médicos e melhoraram sem necessidade de hospitalização. Em Veranópolis, uma menina teve crise convulsiva e se recuperou bem.

O Rio Grande do Sul tem a meta de imunizar 80% de suas 258 000 meninas com idades de 11 a 13 anos até 10 de abril. Atualmente, foram aplicadas 113 000 doses. Nesta quinta-feira, a secretaria emitiu nota reiterando que o imunizante é seguro e recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A campanha, com foco em meninas de 11 a 13 anos, começou em 10 de março em todo o país. A vacina será oferecida até o fim deste ano em 36 000 postos de saúde e escolas públicas e privadas de todo o Brasil. A meta do Ministério da Saúde é imunizar pelo menos 80% da população-alvo, o equivalente a 5,2 milhões de adolescentes.

(Com Estadão Conteúdo)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey