porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Reginaldo Rossi passará por última sessão de quimioterapia nesta sexta

Cantor está internado no Memorial São José com câncer de pulmão e outra complicações



Reginaldo Rossi

Internado no Hospital Memorial São José, área central do Recife, desde o dia 27 de novembro, o cantor Reginaldo Rossi, 69 anos, deverá passar, esta sexta-feira (13), pelo terceiro dia de quimioterapia e voltará ao ciclo de tratamento após 21 dias para tratar de um câncer no pulmão.

Nos próximos dias, ele continua sendo submetido a sessões de hemodiálise diárias até que um dos rins, que está com funcionamento comprometido, volte à atividade. Ele está sob efeito de sedativos e respira com ajuda de aparelhos na Unidade de Terapia Intensiva.

Em entrevista coletiva concedida esta quinta (12), médicos que o acompanham afirmaram que, apesar da melhora observada durante a manhã e o início da tarde, ele continua sendo considerado um paciente grave. Uma equipe de seis especialistas acompanha o cantor.

O médico oncologista Iran Costa e o pneumologista Murilo Guimarães informaram que Rossi chegou ao hospital com infecção respiratória associada ao tumor e alteração de uma taxa que indica o mau funcionamento de um rim.

“A idade avançada e a condição em que ele chegou são complicadores da recuperação. Mas, ao receber a notícia, ele se manteve otimista e aceitou com muita coragem e de forma serena o diagnóstico”, disse o pneumologista Murilo Guimarães.

Segundo os médicos, a doença comprometeu o pulmão e a pleura, membrana que recobre esse órgão. “Esse tumor, do tipo pequenas células, é tratado exclusivamente pela quimioterapia. Apesar de ter capacidade metastática expansiva, é o que mais responde positivamente. Estamos esparançosos de que ele reaja bem. No entanto, não temos como prever a evolução da doença”, explicou o pneumologista Murilo Guimarães.

O oncologista Iran Costa informou que o primeiro ciclo da quimioterapia teve início com a primeira aplicação na quarta-feira e se encerra esta sexta.

O governador Eduardo Campos, que esteve no hospital acompanhado do secretário Saúde de Pernambuco, Antônio Figueira, disse que o Estado está à disposição da família. “Estamos na torcida, com orações e preces. Ele está lutando e sendo acompanhado por bons profissionais. Acreditamos que vai dar tudo certo”, comentou.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey