porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Reestruturação da cadeia produtiva de piscicultura é discutida em Pão de Açúcar

Município já foi uma referência estadual na produção de alevinos



Foi realizada, no dia 7 deste mês, na sede do Executivo municipal, uma reunião objetivando a reestruturação da cadeia produtiva da piscicultura no município de Pão de Açúcar. Fizeram parte da pauta de discussões: renegociação dos financiamentos dos piscicultores junto ao Banco do Brasil, recuperação da Estação de Produção de Alevinos, funcionamento da Unidade de Beneficiamento de Pescado, abertura de canais de comercialização para o pescado e reestruturação da cadeia produtiva.

Representantes de órgãos e entidades ligadas ao setor estiveram presentes. Segundo o biólogo e especialista em piscicultura, Fábio Feitosa, ele que é técnico da Prefeitura, a reunião foi bastante proveitosa já que foram discutidos assuntos relacionados ao setor, onde foram apresentadas diversas propostas para reestruturar a cadeira produtiva no município, já que o setor está passando por diversos problemas e, com isso, sofrendo grandes prejuízos.

Na reunião foi apresentada uma proposta para a formação de um grupo de trabalho, coordenado pelo técnico Fábio Feitosa, representante da Prefeitura, e composto por representantes da CODEVASF, Ministério da Pesca, APL de Piscicultura e Associação dos Aquicultores de Pão de Açúcar (AQUIPEIXE), para a realização de ações que possibilitem o crescimento da atividade e, ainda, o consequente desenvolvimento do município.

Pão de Açúcar, cidade banhada pelo rio São Francisco, já foi uma referência estadual na produção de alevinos de diversas espécies, principalmente por possuir uma estação de produção, mas atualmente só vem produzindo em pequena escala alevinos de tambaqui. Com a proposta de retomada da produção de alevinos em grande escala, certamente o município reconquistará esta referência.

Também foi construída uma unidade de beneficiamento de pescado, na sede do município, fruto de uma parceria entre Ministério da Pesca, CODEVASF, APL de Piscicultura e Prefeitura Municipal de Pão de Açúcar, porém, segundo, ainda, o técnico Fábio Feitosa, “nunca funcionou por motivo da falta de produção em escala suficiente para o funcionamento normal da referida unidade”.

Recentemente a CODEVASF transferiu a responsabilidade da gestão desta unidade para a Prefeitura, onde está sendo criado um grupo gestor com a participação de representantes do setor, isto é, para o pleno funcionamento da Unidade de Beneficiamento de Pescado de Pão de Açúcar será adotado o modelo de gestão compartilhada.

A reestruturação da cadeia produtiva envolve diversas ações, dentre essas, a recuperação da estação de produção de alevinos e o pleno funcionamento da unidade de beneficiamento de pescado. E segundo o técnico da prefeitura, os alevinos somente estão prontos para a comercialização quando atinge o peso de 30 gramas. Já o pescado, aos cinco meses de vida, só está pronto para ser comercializado quando atinge o peso de 500 gramas.

Participaram da reunião, na sede do Executivo municipal, o prefeito Jorge Silva Dantas, Maria do Socorro Caracciolo (CODEVASF), Pedro Melo (CODEVASF), Leivan Souza Pinto (Ministério da Pesca), Fábio Feitosa (Prefeitura Municipal de Pão de Açúcar), José de Lima (Ministério da Pesca), João Batista dos Santos (Secretário Municipal de Agricultura de Pão de Açúcar), Miguel Alencar (gestor estadual do APL de Piscicultura), Luiz Elias do Nascimento (Presidente da Associação dos Aquicultores de Pão de Açúcar – AQUIPEIXE) e Genivaldo Bezerra (Presidente da Colônia de Pescadores Z-20).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey