Procon Alagoas autua hospital em Maceió por prática de cobrança abusiva



1O Hospital do Sanatório, localizado no bairro Farol, em Maceió, foi autuado, nesta quinta-feira (12), depois de verificada a prática de cobrança abusiva. A equipe de fiscalização do Procon Alagoas foi até o local após denúncia de consumidora, onde constatou a vantagem manifestamente excessiva.

Segundo o fiscal Roberto Melo, a consumidora, que está gestante, procurou o órgão após o hospital se negar a entregar o resultado de sua ultrassonografia que, por ter sido de gêmeos, deveria ser o dobro do preço. “Esse tipo de coisa não existe. Como pode um hospital informar um valor à paciente, e após encontrar dois fetos informar que o valor é o dobro por conta disso. Isso é cobrança abusiva, ilegal”, explicou Roberto.

Além da cobrança, o hospital se negou a entregar o resultado à paciente até que o valor duplicado fosse feito. Ao procurar o órgão de defesa do consumidor (Procon/AL), a consumidora junto da equipe foi até o local para que houvesse a conciliação entre as partes.

“Essa prática é ilegal e exige do consumidor vantagem manifestamente excessiva. Como a prática de um único serviço, onde o aparelho é utilizado uma única vez, pode ter um valor referente ao número de fetos encontrados?”, comenta o superintendente do órgão, João Neto.

A autuação do hospital se deu a partir das práticas irregulares previstas no Art. 39, inciso V (vantagem excessiva) e Art. 14, inciso I (má prestação de serviço) do Código de Defesa do Consumidor.

O Procon Alagoas orienta que os consumidores sempre denunciem a cobrança abusiva através do nosso site oficial, pelas redes sociais (Procon, Twitter e Facebook), ou presencialmente em um dos polos do órgão.

 

Agência Alagoas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey