porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


PC prende suspeitos de esquartejar jovem em Satuba



2448909041eb1b59b4b28c16cb918292_XL

Por Ana Karina/Foto Renan Belo

A Polícia Civil de Alagoas, prendeu nesta segunda-feira (02), três homens acusados de vários crimes realizados no Estado. Na operação foram detidos no bairro Graciliano Ramos em Maceió, Leandro Martins de Farias de Lima, 23, Luan Martins de Lima, 21 e Wendesol José da Silva, 19, conhecido como “Zé”. O trio é acusado de homicídios, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

Na ação foi apreendido um revólver calibre 38, uma pistola 635, seis munições, uma balança de precisão, maconha, documentos de identificação de terceiros e cartões de crédito.

Leandro e Luan que são irmãos, são também acusados de homicídio, delito cometido em outubro de 2009, porte ilegal de arma de fogo em junho de 2009, dois assassinatos em setembro de 2011 e junho de 2012, e tráfico de drogas em julho de 2010.

Após investigações do delegado Carlos Humberto, titular do 14° Distrito Policial de Satuba, os detidos são suspeitos de terem executado um homem, o qual o corpo foi encontrado esquartejado dentro de uma mala no município de Satuba no dia 28 de novembro. Após perícia realizada pelo Instituto Médico Legal de Alagoas, foi identificado que o corpo era de José Laiton Gomes da Silva, 20.

Por determinação do delegado-geral, Paulo Cerqueira, a operação foi realizada por policiais da Diretoria de Polícia Judiciária da Área 2 (DPJA-2), Diretoria de Polícia Judiciária Metropolitana (DPJM) e Operação Asfixia, com o apoio do 5º Batalhão da Polícia Militar. A PC cumpriu mandados de prisão expedidos pelo juiz Carlos Eduardo Canuto da Comarca de Santa Luzia do Norte.

Segundo o delegado Carlos Reis, diretor do DPJM, operações como esta são constantes no Estado, com o apoio do delegado-geral, e com o objetivo de combater a criminalidade. Ele explicou que o trio é muito mal visto pela sociedade e estavam sendo investigados há pelo menos três meses.

“Queria dizer que estamos muito atuantes e persistentes nas investigações, faço um apelo que a população que tenha visto algum crime destes acusados, ligue para o Disque Denúncia – 181. O anonimato é garantido”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey