porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Paris terá transporte público gratuito devido a onda de poluição

O rodízio de carros permite apenas que veículos com placas pares ou ímpares circule da cidade em função dos dias



1O governo francês decidiu restringir o tráfego de veículos na segunda-feira (17/3) em Paris e seus arredores, no momento em que a França enfrenta, há cinco dias, um dos maiores picos de poluição já vividos no país.

“As previsões apontam para um novo aumento da poluição a partir da noite de domingo e durante todo o dia de segunda e terça-feira”, explicou neste sábado o gabinete do primeiro-ministro francês.

A partir das 04H30 GMT (01H30 horário de Brasília) de segunda-feira um rodízio de carros passará a vigorar em Paris e nos departamentos vizinhos de Seine-Saint-Denis, Hauts-de-Seine e Val-de-Marne.

O rodízio de carros permite apenas que veículos com placas pares ou ímpares circule da cidade em função dos dias.

A medida foi testada apenas uma vez na capital francesa, em 1997, e deixou “más lembranças”, segundo o ministro da Ecologia, Philippe Martin.

Neste sábado, o número de partículas no ar ultrapassou o limite de segurança e acendeu novamente o alerta vermelho para a poluição. Este é o quinto dia consecutivo que a qualidade do ar atinge tais condições da região de Île-de-France – onde fica Paris – assim como em outros departamentos do norte da França.

Numa tentativa de conter o problema, as autoridades parisienses liberaram os transportes coletivos até a noite de domingo. Medidas similares foram tomadas por diversas cidades na França.

As partículas presentes no ar poluído podem provocar asma, alergias, doenças respiratórias cardiovasculares. As mais finas entre elas – com menos de 2,5 mícrons – penetram nas ramificações mais profundas das vias respiratórias e do sangue, e algumas delas foram classificadas como “cancerígenas” pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

Fonte: France Press


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey