População ameaça invadir casas do Conjunto Brivaldo Medeiros em Palmeira; Veja vídeo



Insatisfeitos com a falta de resposta por parte do poder público municipal, famílias contempladas com casas no Residencial Brivaldo Medeiros em Palmeira dos Índios, ameaçaram  ocupar as residências no período da manhã desta quarta-feira (19).

Este slideshow necessita de JavaScript.

A dona de casa, Maria do Socorro afirmou que foi contemplada a dois anos e até o momento não recebeu resposta da prefeitura municipal. “Quando a gente invadir e tiver dentro, quero ver o prefeito tirar”, afirmou.

De acordo com informações, as famílias esperavam notícias concretas sobre o andamento da entrega das casas que ainda não foram finalizadas.

Guarnições do 10º BPM ficaram de prontidão e não permitiram o intento das manifestantes no intuito de evitar a ocupação.

As famílias se retiraram do local, que fica às margens da  AL-115 e estão abandonadas, há mais de ano. Os imóveis foram feitos com recursos do Minha Casa, Minha Vida, por meio do Banco do Brasil, e deveriam servir de moradia para pessoas pobres da cidade. 

 

Abandono

As casas fazem parte do conjunto Brivaldo Medeiros e foram construídas em uma área de 27 hectares. O empreendimento tem 820 casas, com valor de investimento previsto de R$ 37 milhões. Desse total, segundo o Ministério das Cidades, já foram pagos R$ 36,6 milhões.

As casas estão totalmente prontas, mas abandonadas. O local serve de pasto para animais. Diversas casas tiveram itens roubados, como tomadas, bocais, torneiras e trincos. Vidros das janelas também estão quebrados. No entorno, o mato cresceu, e animais pastam sem nenhum incômodo.

O conjunto habitacional teve obra iniciada em julho de 2012 e deveria ficar pronto em 18 meses — ou seja, em janeiro de 2014.  Para a entrega, faltariam apenas pequenos detalhes, como conclusão do saneamento e finalização de acessos para o conjunto seja declarado pronto.

O Banco do Brasil informou em recente reportagem que “cumpriu com todos os seus compromissos até o momento e aguarda procedimentos dos entes privado e público para conclusão da obras e respectivo recebimento do empreendimento.”

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey