Operação fecha cerco contra organizações criminosas em Alagoas



1

Início de ano e o trabalho incansável das forças integradas da segurança pública não para. Mais uma operação integrada de combate ao tráfico de drogas foi desencadeada na capital e em municípios do interior do Estado. Os resultados foram apresentados nesta quarta-feira (4), na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

Após quatro meses de investigações, a Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) conseguiu desarticular uma organização criminosa que agia nos municípios de Arapiraca, Palmeira dos Índios e região. Mais de 30 integrantes da quadrilha aterrorizavam a população praticando assaltos, homicídios e comandando o tráfico de drogas.

De acordo com o delegado Mário Jorge, titular da Deic, as ações praticadas eram coordenadas, em Arapiraca, por Gilson Silva Sobrinho, vulgo Celebridade, 30 anos e em Palmeira dos Índios por Robério Cícero Da Silva, vulgo Berinho, de 39 anos. Eles orquestravam arrastões, sequestros, homicídios e ainda comandavam toda distribuição e comercialização de drogas no interior do Estado.

Ainda segundo as investigações, o esquartejamento que chocou a sociedade em Girau do Ponciano aconteceu a mando do Celebridade. A vítima, que era integrante da organização, tinha o papel de guardar as armas utilizadas nos crimes e estaria desviando o armamento em benefício próprio, o que acabou acarretando na ordem de execução do crime.

O delegado Mário Jorge destacou o empenho no combate as organizações criminosas, “Não são apenas condutas isoladas que estão aumentando os índices de criminalidade, mas as ações comandadas pelas organizações. Com a prisão desse grupo conseguimos elucidar uma dezena de homicídios cometidos”, frisou o delegado.

Além do grupo também foram apreendidas armas de fogo e quantidades de maconha, crack e cocaína. Os integrantes da quadrilha apresentados na SSP foram: Thayse Nascimento Duarte, vulgo Galega, 19 ;  Cláudia Maria de Freitas, 23; Luciana Ferreira da Silva, 35; Neilson de Sá Mendes, 29; Rudson de Oliveira Gonçalves, 18; Alexandre Henrique Pinto dos Santos, 35; Jailson Mota Soares, 48; Edilene Ferreira da Silva, 37 e José Mariano dos Santos, 47.

Foram presos também Vera Lúcia Guimarães Almeida, 42; Anderson Gomes Dos Anjos, 25; Deivison Caetano Dos Santos, 19; José Valmir Caetano Ribeiro, 40; Rafael Guimarães Dos Santos, 26; Cleverton Pereira Dantas, 22 e José Sérgio Dos Santos, 43.

 

ATUAVAM EM MACEIÓ

 

A Segunda organização criminosa apresentada tinha envolvimento no tráfico de drogas e homicídios praticados nas regiões periféricas e na parte alta da capital alagoana. Todos os sete mandados de prisão expedidos pela 17ª Vara Criminal foram cumpridos e os acusados irão responder pelos crimes de associação ao tráfico de entorpecentes e prática de homicídio.

“As organizações apresentadas tem uma estrutura muito grande, desde os que comandam aos que estão na rua executando as ordens. Quando conseguimos prender esse tipo de quadrilha estamos automaticamente baixando os números de violência no estado”, conclui o delegado geral Paulo Cerqueira.

Entre os presos estavam Tiago Cavalcante de Lima, de 32 anos e Márcio Dos Santos, 31, que cometiam os homicídios e ajudavam na distribuição dos entorpecentes.  Erlane Ferreira de Lima, 22 e Micheline Monteiro, 44 davam suporte à organização facilitando a lavagem de dinheiro. Fabrícia Sayonara Monteiro, 23, esposa do traficante “Aranha”, coordenava toda a movimentação logística e financeira da organização. E Emanuelle Cristine Silva de Oliveira Santos, de 26 anos. Além dos seis, uma gestante também foi presa e permanecerá em prisão domiciliar.

As operações contaram com o apoio do 3ª Batalhão da Polícia Militar, do 10º Batalhão da Polícia Militar de Palmeira dos Índios, das Delegacias Regionais de Arapiraca e Palmeira dos Índios. Além do suporte do Grupamento Aéreo.

 

 

 

Fonte: SSP/AL


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey