porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Olho D'Água do Casado é desprezado pelo governo de AL



Alagoas precisa explorar turismo de O. D’Água do Casado

 

É impressionante o descaso do Estado de Alagoas sobre a falta de investimento no turismo  de Olho d’Água do Casado, na região do alto Sertão.  O município é banhado por uma represa do rio São Francisco, justamente onde está concentrado uma exuberante cadeia formada de cânions. O curioso é que toda aquela área, vem sendo explorada pelas agências de turismo  sergipanas, sobretudo da capital Aracaju, onde a fascinante beleza que fica entre os dois estados, é tida como uma das maiores atrações turísticas para seus visitantes.

Aqui em Alagoas o descaso é tanto, que nem a prefeitura de Olho d’Água do Casado se preocupou até agora, em alavancar pelo menos uma estrada de acesso. Para que se tenha uma idéia, o trecho de apenas 3 km que separa a cidade até a margem do rio, ainda é primitivo; ou seja, de péssima estrada de barro, onde nem ônibus de grande porte pode entrar.

Em contato com o prefeito José Gauberto Pereira, ele disse que hoje o município está endividado até o eixo; razão de hoje não poder investir em nada, visto que todo mês a prefeitura tem que desembolsa cerca de 130 mil reais, a fim de assegurar os compromissos (certamente bagunçados por ele mesmo como prefeito, uma vez que está num terceiro mandato) que deixou de honrar no passado com INSS e outros órgãos públicos.

O gestor não comentou sobre a criação de projetos estruturantes, que possam ser viabilizados nas esferas estadual e federal, nem também se manifestou em expor seu interesse de explorar o turismo como fonte de renda; já que o município se mantém em pé com as muletas do FPM e da grana do INSS que circula para pagar aposentados e benefícios. O símbolo econômico da cidade é o caju; fruta que hoje pouco existe, também pela doença do descaso e falta de competência dos últimos gestores municipais.

Salvação

Mesmo diante de tanta dificuldade e falta de estrutura, os alagoanos estão freqüentemente fazendo passeios pela aquela região, cuja badalação das belezas naturais encantadoras ocorre na divulgação do boca a boca, sobretudo pela iniciativa do empresário Eliseu Gomes. O próprio construiu um Catamarã, um restaurante ecológico implantado numa ilha, oferece passeios de trilhas e muito lazer. O passeio parte de Olho d’Água do Casado e se estende até o município de Delmiro Gouveia. No percurso, o turista além de contemplar um cenário de rara beleza natural, ainda recebe informações do próprio comandante Eliseu, sobre a formação geológica, bioma caatinga; além da fauna da região. “O turista tem belos motivos para viajar pelos Cânions do São Francisco: diversidade geológica, história e culinária”, diz Eliseu, acreditando que um dia os políticos alagoanos vão se despertar para essa realidade.

 




Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey