porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


“O bom filho à casa volta”; Rodrigo Albuquerque no CSA



1920486_562494550524862_1953570961_n

De volta mais uma vez ao estado para comandar a parte física do CSA, o professor Rodrigo Albuquerque, irmão do atual preparador físico do CSE, Vitor Albuquerque, procurado pelo portal Estadão Alagoas falou o mínimo possível do seu vasto e vitorioso perfil, resumindo especificamente a história do seu começo em sua longa trajetória.

Rodrigo e Vitor são filhos de Carlos José Albuquerque, conhecido como Casé, que também tem uma história de vida vivida em gramados.

Carlos José (Ca'se) - Pai de Rodrigo e Vitor Albuquerque

Carlos José (Casé) – Pai de Rodrigo e Vitor Albuquerque.

Casé é diretamente responsável, juntamente com seu pai (Aloísio Guimarães de Albuquerque),  pela fundação do Ferroviário de Igaci, quando formaram a equipe da cidade, e inclusive, arrumando um terreno para que o time, amador na época, pudesse efetuar seus jogos, representado a comunidade local.

Apesar de ter sido o percursor do futebol em Igaci, o senhor Aloísio pai de Casé e avô de Rodrigo e Vitor, nunca recebeu qualquer homenagem de gratidão pelo tanto que ele se dedicou ao esporte naquela cidade.

1a76fc9d78dc2a3abb4431882931feda_xl

Tudo começou quando constantemente o acompanhava desde criança nas peladas do saudoso Nicolau, nos campos como do CSA ou CRB, dependendo de onde ele estava trabalhando. 

Justamente depois de ver os treinamentos que eram feitos antes das peladas, foi que com 8-10 anos de idade eu falei para meu pai que queria ser Preparador Físico em Futebol; “Pai, é Com isso que quero trabalhar”.

E assim, mesmo antes de fazer curso de Educação Física, já era auxiliar e Preparador Físico das equipes que ele Ajudava como Treinador.

Na verdade comecei com ele, através de seu incentivo e confiança no Agrimaq, de Ricardo e Renato, quando me convidou (Intimando) a ajudar também.

Logo depois no Atlântico de Mario, Alarcon e Manoel Nascimento, onde fomos Campeões várias vezes, despertando assim, quando o nosso trabalho despertou em nível estadual.

Ali foi o começo de tudo.

Justamente, dai que com 17-18 anos assumi um “Clube Grande” em meu estado, como Preparador Físico Principal da Equipe Profissional,  mas isso é uma  outra história.

Rodrigo Albuquerque e Vitor Albuquerque

Rodrigo Albuquerque e Vitor Albuquerque

Hoje tenho meu pai como meu melhor amigo e conselheiro, e o meu maior torcedor. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey