porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Novo presídio do Agreste será inaugurado nesta terça-feira

Unidade foi construída no município de Girau do Ponciano e terá capacidade para 789 custodiados



imagem.kmf

O novo presídio do Agreste, construído no município de Craíbas, será inaugurado na próxima terça-feira (19).  A unidade contará com 789 vagas e vai substituir o presídio Desembargador Luiz de Oliveira Souza (PDLOS), em Arapiraca.

A inauguração acontece às 16h, e contará com a presença do governador do Estado, Teotonio Vilela Filho, o secretário de Estado da Defesa Social, Dário Cesar, o superintendente geral de Administração Penitenciária, Carlos Luna, entre outras autoridades.

A unidade prisional do Agreste fica situado na zona rural do município de Girau do Ponciano, a 600 m da rodovia AL 220. A unidade será um marco na área prisional em Alagoas, pois além de atender o que é exigido pela Lei de Execuções Penas, desafogará as delegacias do Estado.

A estrutura do presídio do Agreste segue padrões de segurança e gerenciamento inovadores. Com 789 vagas destinadas para custodiados do sexo masculino, o Presídio do Agreste tem seis alas, com 768 celas coletivas que poderão abrigar até oito reeducandos, 19 celas individuais e duas celas para portadores de necessidades especiais. O projeto da obra obedece à Lei de Execução Penal Nº 10.792, de 1º de dezembro de 2003, e atende todas as exigências legais quanto à assistência ao interno em campos como saúde, material, jurídico, educacional e religioso.

O gerenciamento será outro diferencial; a unidade será o primeiro presídio de Alagoas a contar com o modelo de cogestão no qual a empresa “Reviver” será responsável por manter todos os serviços internos, cabendo à Superintendência Geral de Administração Penitenciária (SGAP) realizar o transporte, escolta e remoção dos custodiados, além de supervisionar, através dos seus gerentes de área, todos os serviços desenvolvidos na unidade.

Presídio do Agreste

Iniciada em novembro de 2012, a unidade está sendo entregue pronta para atender com toda a capacidade. Os custodiados do PDLOS e de delegacias serão transferidos para a nova unidade ainda este mês.

O método escolhido para a construção da nova unidade prisional foi o Sistema Construtivo Penitenciário (Siscopen). O sistema construtivo é composto por celas pré-fabricadas construídas com materiais quatro vezes mais resistentes que os utilizados nas edificações convencionais.

A arquitetura da construção é definida por blocos funcionais independentes que são interligados por passarelas ou corredores fechados. Entre as principais vantagens do método estão à economia e praticidade operacional. As áreas de vivência dos custodiados, de trabalho dos agentes penitenciários e de controle da unidade, foram projetadas para viabilizar as atividades do cotidiano dos reeducandos, mas priorizando a segurança dos agentes, dos funcionários e das visitas, facilitando a logística do complexo. As celas também possuem isolamento térmico, o que garante uma redução de 15% da temperatura em seu interior, diminuindo o consumo de energia elétrica.

por Ascom SGAP


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey