porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Moro não foi alvo de ‘atentado de morte’ nem ‘alertou exército’

Notícia falsa lida quase 130.000 vezes na internet distorce informação verdadeira e usa imagem de carro baleado para iludir leitor



201701071355_5f448097e9 A imagem acima, que relaciona um carro atingido por tiros a uma foto do juiz federal Sergio Moro, ilustra o mais recente produto de ficção dos roteiristas dos sites de notícias falsas brasileiros: “Juiz Sergio Moro sofre atentado de morte e aciona alerta em comando do exercito!!!”.

Publicada em sites de reputação duvidosa, a exemplo do Saúde, Vida e Família, a lorota é tão grande que seus criadores nem se deram ao trabalho de desenvolvê-la em um texto.

Os cerca de 129.700 incautos que abriram o link bombástico acabaram se deparando com um conteúdo repleto de frases desconexas a respeito da segurança particular de Moro.

“E mais, além destes assuntos chamados abstratos que mexem com as pessoas, o quesito político é ainda mais preocupante, Sérgio moro reforça sua segurança pessoal e preocupa petistas, prisão de Lula está próxima”, diz o texto.

Como é comum entre os criadores de notícias falsas, a mentira parte de informações verdadeiras e as distorce totalmente em busca de audiência e dinheiro.

VEJA revelou em março de 2016 que, após receber ameaças de morte na internet, o juiz Moro, até então resistente à ideia de andar escoltado, passou a ser protegido por uma equipe de agentes da Polícia Federal altamente treinados.

A imagem do carro baleado, a propósito, foi publicada pelo portal do jornal Extra (reprodução abaixo) na notícia de um ataque a tiros executado em setembro de 2016 contra André Luís de Oliveira Cristino, o Andrezinho (PRP), candidato a prefeito da cidade de Japeri, na Baixada Fluminense. É ele o sujeito de camisa amarela ao lado do veículo. O carro de Andrezinho, uma Mitsubishi Pajero, era blindado e ele sobreviveu.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey