Modem, roteador e 155 celulares são encontrados em prisões do AM

Blitze em três penitenciárias de Manaus após massacre também acharam chips, carregadores e baterias, cem armas brancas, rifle, pistola, drogas e álcool



facas-celulares-presidio-manaus-20170108-010Um roteador de internet, um modem, nove pendrives, 155 celulares (além de 93 baterias, 58 carregadores e nove chips) foram encontrados em três operações pente-fino feitas pelo governo do Amazonas em três unidades prisionais entre quinta-feira e sábado. Também foram encontradas cem armas brancas (facões, facas etc), uma pistola calibre 380 e um rifle calibre 32.

As inspeções foram feitas no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no Ipat (Instituto Penal Antonio Trindade) e na Unidade Prisional do Puraquequara. “O principal objetivo é a retirada de materiais ilícitos que poderiam ser usados para desestabilizar a unidade e promover alguma alteração”, informou a administração estadual por nota.

Segundo o governo do Estado, o procedimento é “parte do planejamento preventivo” desenvolvido por um comitê de crise que acompanha a situação dos presídios. Desde o primeiro dia do ano, 64 presos foram mortos nos presídios do Amazonas – o número pode subir porque três corpos foram encontrados neste domingo em mata ao lado do Compaj.

No dia do massacre no Compaji, imagens feitas pelos presos mostravam muitas armas dentro do presídio. Em uma foto, o principal líder da chacina, Marcio Ramalho Diogo, 34, o Garrote, aparece ladeado por comparsas empunhando pistolas e facões usados na matança, que teria sido comandada por ele.

Terminado o massacre, o governo diz ter apreendido quatro pistolas e uma espingarda calibre 12, todas entregues  pelos criminosos. A polícia buscava outras armas curtas e ao menos mais uma arma longa que aparecia nas gravações.

Veja a lista do que foi encontrado nos presídios:

Unidade Prisional de Puraquequara

  • uma pistola calibre 380
  • 38 armas brancas
  • 105 celulares
  • 93 baterias
  • 58 carregadores
  • 30 chips
  • um modem de internet
  • 9 pendrives
  • 9 porções de drogas
  • 17 garrafas de bebida alcoólica

Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj)

  • um rifle calibre 32
  • 42 armas brancas
  • 24 celulares
  • um roteador de internet
  • 56 porções de drogas
  • uma balança de precisão
  • lanternas
  • martelos

Ipat (Instituto Penal Antonio Trinadde)

  • 78 armas brancas
  • 26 celulares
  • 9 chips
  • 01 pacote de droga
  • teresas (cordas feitas com lençóis)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey