Homem que matou embaixador russo na Turquia era policial



1O autor do ataque que matou o embaixador da Rússia em Ancara, Andrei Karlov, foi identificado como um policial turco chamado Mevlüt Mert Altintas, informou o prefeito da cidade, Melih Gokcek. Altintas, de 22 anos, fazia parte do departamento especial de Polícia de Ancara e tinha entrado na corporação em 2014.

O acusado nasceu em Soke, município localizado na província de Aydin, na parte ocidental do país, e se formou na Escola de Polícia de Esmirna, conforme publicou o jornal Yeni Safak. Em uma imagem divulgada na imprensa local, Altintas aparece vestido com o uniforme da academia de polícia na qual estudou.

Karlov, de 62 anos, foi morto por Altintas nesta segunda-feira, enquanto fazia  visita à uma exposição fotográfica na capital  da Turquia. O atirador teve permissão para entrar no local com sua identidade de policial e gritou “não se esqueçam de Alepo, não se esqueçam da Síria!” antes de efetuar os disparos. Segundo testemunhas, Altintas ainda proferiu a expressão” Alahu Akbar” (Alá é Grande, em árabe).

O jovem policial foi morto pelas forças de segurança do local minutos após o ataque e imagens de sua morte circularam nas redes sociais. Segundo a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, o episódio foi considerado um ato terrorista.

 

 

Fonte: Veja.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey