porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Em confronto com a polícia morre suspeito de matar policial em Porto de Pedras

Troca de tiros entre militares e Nego Anu aconteceu no bairro Ouro Preto, em Maceió



Um dos suspeitos de matar o cabo da Polícia Militar Ivaldo Oliveira a Silva, de 30 anos, na madrugada do dia 9 deste mês, em Porto de Pedras, Litoral Sul de Alagoas, foi baleado e morreu no início da madrugada desta terça-feira (31), em uma grota no bairro do Ouro Preto, em Maceió.

Fábio dos Santos, conhecido como Nego Anu, teria participado de uma tentativa de roubo a um veículo, abortada por uma viatura do Batalhão de Radiopatrulha (BPRp) da PM que passava pelo local. O suspeito reagiu e trocou tiros com os militares. Nego Anu teria sido baleado e fugiu para a grota, onde foi perseguido e tentou se esconder subindo no telhado de uma residência.

O suspeito acabou encurralado pela PM e continuou atirando contra os policiais de cima da casa. Na troca de tiros, Nego Anu acabou atingido novamente e caiu do telhado. Ele ainda chegou a ser levado em uma viatura da PM até o Hospital Geral do Estado (HGE), onde já chegou sem vida.Nego Anu é apontado como autor dos disparos que mataram o militar

Nego Anu vinha sendo procurado pela polícia desde a morte do militar em Porto de Pedras. No dia 12 deste mês, ele foi reconhecido por outro militar na cidade de Piaçabuçu, no outro extremo do Estado. Nego Anu e o PM, identificado apenas como Azevedo, trocaram tiros e o militar acabou sendo ferido na perna e socorrido até à Unidade de Pronto Atendimento de Penedo.

O suspeito estava desaparecido até a madrugada desta quarta. Outros dois acusados de envolvimento na morte do cabo Ivaldo, Alexandre Marques de Messias e  Davi Alisson Santos, foram presos no povoado de Pindorama, em Coruripe, e apontaram Nego Anu como responsável pelos disparos que mataram o militar.

Nego Anu era considerado perigoso e foragido da Justiça, com diversas passagens pela polícia.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey