porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Delegacias da Mulher são poucas e não têm estrutura

Presidente da OAB Mulher afirma que agentes querem trabalhar, mas faltam condições



miniatura (2)Se a instalação de delegacias de combate à violência contra a mulher pode significar um grande passo no apoio às vítimas da impunidade e opressão, em Alagoas pouco se pode fazer para colocar atrás das grades os machões agressores. É que o estado dispõe de poucas unidades, apenas três, duas em Maceió e outra em Arapiraca, comparando-se a outros estados nordestinos como a Paraíba. Lá, são nove, espalhadas por vários municípios.

Carmen Dolores Pontes Lima, que é presidente da Comissão da Mulher Advogada, a OAB Mulher, reforça que além de serem poucas delegacias em Alagoas, elas funcionam de forma precária. “Tem poucas e funcionam com muita dificuldade. Não tem estrutura nenhuma. A equipe até quer trabalhar, mas não dispõe de condições”, denuncia.

Neste Dia Internacional da Mulher, Carmen Dolores declara que é preciso mais atenção do poder público no apoio às vítimas e que a instalação de mais delegacias deveria ser prioridade. Na avaliação dela, as especializadas é passo importante que oferecem assistência adequada às mulheres. “Precisamos de mais delegacias porque a demanda é grande. As que estão aí precisam ser estruturadas. Falta pessoal, material, tudo”, disse.

Com informações da GazetaWeb


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey