porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Crise na gestão pode inviabilizar eleição de Célia Rocha em Arapiraca



ceA terceira gestão da prefeita Célia Rocha (PTB) a frente da Prefeitura de Arapiraca vem enfrentando uma crise sem precedentes desde o inicio de 2013 quando ocorreu a demissão em massa de servidores contratados na gestão anterior do seu aliado Luciano Barbosa (PMDB). Neste segundo ano de gestão um dos principais fatores negativos, é a queda do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) da ordem de 40% o equivalente a R$ 1 milhão.

Essa queda é o principal desculpa para o atraso no pagamento de servidores contratados, comissionados e prestadores de serviço. Na manhã desta sexta-feira, 27, os estudantes universitários que residem em Arapiraca e estudam no Campus da Universidade Federal de Alagoas – (Ufal) foram surpreendidos com a paralisação dos motoristas que fazem o transporte entre as duas cidades. Segundo foi denunciado por um universitário em um emissora de rádio local, a paralisação é em razão de quatro meses de atraso no pagamento dos prestadores de serviço

Nos últimos meses, a Prefeitura de Arapiraca se transformou em um verdadeiro barco à deriva, sem leme e sem rumo. O microfone aberto para a população da Rádio 96 FM – Arapiraca no programa Show de Noticias, apresentado diariamente todas as manhãs pelo âncora, Ives Cavalcante é um verdadeiro “muro das lamentações”. A população reclama que faltam medicamentos básicos nos postos de saúde e unidades básicas de saúde além de sérios problemas na iluminação publica em todos os recantos da “metrópole do futuro”.

Preocupante

A crise vivenciada pela administração de Célia Rocha, já é comparada a do então prefeito Severino Leão de 1993 a 1996, que provocou atraso no pagamento dos servidores e entregou a gestão com sete meses de salários atrasados dos servidores. O problema preocupa o senador Renan Calheiros (PMDB) que focou Arapiraca como garantia de votação expressiva para o seu filho, Renan Filho (PMDB) candidato ao governo do Estado tendo como candidato a vice o ex-prefeito Luciano Barbosa (PMDB) numa composição “puro sangue”.

Outros aliados de Célia Rocha e do presidente do Senado Renan Calheiros, diante do caos administrativo não encontrarão campo fértil na busca de votos no segundo colégio eleitoral do Estado. São os candidatos proporcionais a Câmara dos Deputados, Assembleia  Legislativa Estadual – (ALE) e ao Senado que tem Fernando Collor (PTB) principal aliado de Célia Rocha candidato a reeleição para a única vaga.


1 comentario sobre “Crise na gestão pode inviabilizar eleição de Célia Rocha em Arapiraca”

  1. O MATUTO disse:

    Oxente. Num era a “boa”? O pessoal batia no peito: é Rochaaaaa!!! E agora? Uma política traidora do povo de Alagoas, principalmente do interior, que votou em massa para federal. Ela deu uma “banana” a esse povo e foi se alojar na sua queridinha Arapiraca, lugar de onde nunca devia ter saído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey