porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Crime brutal: assassino de menina é preso, diz secretário

Maria Eduarda foi morta e teve os dedos e o pescoço cortados



Integrantes da Força Nacional e policiais militares e civis dão continuidade à operação desencadeada na manhã desta quinta-feira (12). Em Maceió, as ações se concentram na Favela de Jaraguá. Nas ações no interior do estado, de acordo com o secretário de Defesa Social, Dário César, foram presos o acusado de assassinar Maria Eduarda Marques da Silva, em  e suspeitos de participação na morte do policial militar Ivaldo Oliveira.

 

“Com a ação conseguimos identificar e prender as pessoas que participaram desses dois crimes”, disse Dário César à imprensa.

Na Favela de Jaraguá, em Maceió, o objetivo da operação foi apreender drogas. Uma quantidade ainda não revelada de entorpecentes já foi apreendida. Uma pessoa foi presa.

O balanço da operação deverá ser divulgado ainda hoje pela Secretaria de Defesa Social.

Maria Eduarda 

Maria Eduarda foi encontrada morta com sinais de tortura na manhã dessa quarta-feira (11), em sua residência, no Centro do município de Dois Riachos. A criança, filha de comerciantes da região, foi esfaqueada e teve alguns dedos das mãos cortados, provavelmente a golpes de facão. De acordo com as primeiras informações, uma empregada da casa encontrou o corpo no quarto onde a criança dormia.

A Polícia não encontrou sinais de arrombamento na casa. Um cofre de madeira com R$ 1 mil foi levado.

O caso

Ivaldo Oliveira foi morto a tiros durante uma tentativa de assalto a uma agência do Bradesco, no município de Porto de Pedras, na madrugada do último dia 10. O crime aconteceu no Centro da cidade de Porto de Pedras. A ação foi praticada por 10 homens armados. Eles chegaram à cidade em dois veículos, foram ao banco e tentaram arrombar um dos caixas eletrônicos usando um pé de cabra.

Minutos depois, eles foram até o Grupamento da Polícia Militar (GPM) da cidade e fizeram o militar de refém.  Durante a invasão, a quadrilha roubou armas, coletes à prova de bala, computadores e outros objetos da unidade.

Os bandidos arrastaram o militar e o executaram em uma praça na cidade.

 

Fonte: Cada Minuto


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey