porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Apresentados acusados de tramar assaltos a empresários

Defesa Social apresenta acusados de tramar assaltos a empresários e fazendeiros em AL



Defesa Social apresenta acusados de tramar assaltos a empresários e fazendeiros em AL

Defesa Social apresenta acusados de tramar assaltos a empresários e fazendeiros em AL

A cúpula da Secretaria de Defesa Social apresentou na manhã desta segunda, 24, um bando acusado de tramar e realizar assaltos a empresários e fazendeiros na zona da mata de Alagoas. O bando foi preso na última quinta-feira, 20, graças a uma operação coordenada pelo Grupo Estadual de Combate às organizações criminosas. Segundo o Gecoc, o bando planejava roubar um fornecedor de cana que se preparava para realizar o pagamento dos seus trabalhadores. O montante que seria roubado era superior a R$ 50 mil.

A operação contou com o apoio de policiais civis e militares e a investigações duraram cerca de dois meses. No momento da intercepção, os criminosos, que estavam num Gol vermelho e num Corsa Classic prata atiraram contra as viaturas do Gecoc e das polícias, na tentativa de conseguir fugir.

Já no Corsa estavam quatro homens. Um foi detido em Palmeira dos Índios e, outros dois, em Igaci. Após a fuga, eles voltaram para suas casas e, foi no interior desses imóveis, que todos foram encontrados. Cada um portava um revólver 38. Em Igaci, ainda foi localizada uma moto roubada. Um quarto suspeito está sendo procurado.

Entre os presos estão três menores de 17 anos, cujas identidades não podem ser divulgadas conforme prevê a legislação vigente. Um dos menores é filho daquele que é apontado pela polícia como líder da quadrilha, identificado como Nesvaldo Pastora Filho, de 38 anos.

Também foram presos Erlan Fernandes Lopes, 27, que cumpria pena no regime semiaberto; José Maurício da Silva Junior, 25,Wallison dos Santos, 21 anos, conhecido como Maceió.

Foram apresentados, ainda, revólver calibre 38, pistola 765, fuzil 762, o Gol de cor vermelha, Corsa Classic de cor prata, 200 g da crack, 14 bombinhas de maconha, além de R$ 1 mil em espécie.

A operação foi coordenada pelo delegado Mário Jorge Barros. Os acusados foram enquadrados com crimes de tráfico, associação para o tráfico, receptação dolosa, porte de arma de uso restrito, resistência à prisão.

Com informações de Al24horas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey