Caso Reyneri: Réus vão à júri popular dia 15 de dezembro



1Os acusados do assassinato do agropecuarista e advogado Reyneri Pimentel Canales Ybarra, vão sentar no banco dos réus no dia 15 de dezembro. O  júri acontece no Fórum do Barro Duro em Maceió.

Os acusados são o ex-vereador de Palmeira, Arnaldo Cavalcante Lima, de 49 anos, conhecido como “Arnaldo do Detran”, acusado de ser o mandante do homicídio; Eli de Almeida Oliveira, de 53 anos e Paulo Araújo, mais conhecido como Paulo ‘Bala’, além do cabo da PM, Rogério Ferreira dos Santos, de 43, também acusado de envolvimento no crime.

Segundo investigações e depoimento de testemunhas, Arnaldo e Reyneri se desentenderam em 2011. O mesmo teria agredido o ex-vereador com um murro, razão pela qual o acusado planejou a morte do agropecuarista.

Reyneri Canales foi executado com mais de vinte tiros, no dia 17 de agosto de 2012, dentro de sua propriedade, a Fazenda Acapulco, no Povoado Santo Antônio, em Palmeira dos Índios, por dois homens encapuzados.

Prisões

Desde 2012, os acusados estão presos. Eli de Almeida Oliveira e Paulo Araújo, mais conhecido como Paulo ‘Bala’, que teria uma rixa com a vítima, além do cabo da PM, Rogério Ferreira dos Santos foram presos em novembro de 2012.

Já o ex-vereador, Arnaldo Cavalcante,  foi preso no dia 28 de dezembro de 2012, em um parque de vaquejada da cidade, por policiais da Delegacia Regional de Palmeira, a (5ª DRP).

Em 2015, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou habeas corpus a Arnaldo. A defesa do ex-vereador chegou a alegar que a prisão preventiva não estava devidamente fundamentada e havia excesso de prazo.

A defesa do  ex-vereador alegou que a decisão do STJ foi equivocada ao usar como fundamento que a discussão entre os dois ocorreu dias antes do crime. Apontou ainda que a namorada e o irmão da vítima não citaram Lima como suspeito do homicídio e que a prisão do ex-vereador foi baseada apenas no depoimento de uma pessoa acusada de outros assassinatos.

Repercussão

A insistência da família da vítima em busca de solucionar o crime de mando, ganhou repercussão por conta da mãe da vítima, a médica Helenilda Veloso, que desde então vem travando uma batalha e fazendo peregrinação nas redes sociais cobrando justiça.

Em sua página do facebook, Helenilda Veloso, convida os amigos e familiares para participar do julgamento.

1

 

 


7 comentarios sobre “Caso Reyneri: Réus vão à júri popular dia 15 de dezembro”

  1. palmeira disse:

    Esse cidadão era de tão boa índole que a mãe desse santo Reyneri fez o possível e o impossível para que o juri fosse desaforado para Maceió. Porque sabia que em Palmeira todos conheciam o mal carácter que ele tinha. Agora vem pedindo justiça. Justiça para os que estão pagando sem dever porque não tem o dinheiro que essa senhora tem.
    Que justiça seja feita para os inocentes. E essa alma sebosa descanse em paz porque ele sabe quem o matou.

  2. palmeirense disse:

    pessoa cheia de amor e bondade, tenha santa paciência, a população de palmeira sabe quanto de bem ele era, quem procura acha e vai continuar achando.

  3. Ana disse:

    Estão indo a júri popular dia 15.12.16.quatro acusados injustamente desse homicídio.eles não mataram o senhor Reyneri estão presos há quatros anos ilegalmente. Que os jurados prestem atenção nos altos do processo .não existe provas matérias contra esses réus o que existe é uma mulher com problemas piscicologicos acusando os mesmos do assassinato da vítima, onde a mesma por ciumes do seu ex companheiro acusa todos do no crime .Peço que os jurados ouçam com atenção a defesa e que o senhor Jesus faça a sua justiça, porque as dos homens são falhas ,que seja feita a vontade do senhor .

  4. Es de justicia que le den la pena maxima a esos asesinos, que tienen costumbre de quitar la vida a su regalada gana. No es posible que ceguen la existencia de un muchacho emprendedor, decente, de bien que tenia mucho que ofrecer a su familia y a su pais, que se haga justicia y que purguen cadena perpetua esos miserables.

  5. Edilucia Tenório Ferreira disse:

    Que a justiça tão esperada onde a mãe da vítima viveu esses últimos anos seja feita e que Jesus misericordioso conforte seu coração de mãe

  6. Eva cristina disse:

    Eu vou e quem me impedirá se ao meu lado está o autor da minha fé eu vou é grande levarão a salvação aos meus a minha família é já não emborta o mal que nos passamos eu vou seguir desitamenre o meu amado DEUS. Que essa mentira caia que os jurados sejam estrumento da verdade do Espírito de Deus pois a mentira jamais prevalecerá.

  7. karla disse:

    santo reyneri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey