porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


Acusados na morte de policial em Porto de Pedras são presos

3 foram presos em Arapiraca; em Maceió foram 3 e 1 menor apreendido. Operação continua em andamento e novas prisões podem oc



Por Redação com G1

A Polícia Civil prendeu outros três suspeitos de participar do assalto a uma agência bancária em Porto de Pedras que terminou com a execução do cabo PM, Ivaldo Oliveira Silva, natural de Pernambuco. Eles foram identificados apenas como Daniela, Paula e Renin e encaminhados a Central de Flagrantes, em Maceió. Outros três  homens já haviam sido presos e um menor apreendido na capital.

De acordo com a assessoria do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público, dois jovens foram presos e um menor apreendido no bairro do Ouro Preto, em Maceió, em uma operação realizada nesta tarde em paceria com o Batalhão de Operações Especiais (Bope), a Secretaria de Defesa Social, a Superintendência de Administração Penitenciária e o Serviço de Inteligência da Polícia Militar.

Com eles, o Gecoc e a PM apreenderam quatro armas. “As duas pistolas .40 roubadas do GPM de Porto de Pedras foram recuperadas. Elas têm o brasão da Polícia Militar”, afirmou o promotor de Justiça Alfredo Gaspar de Mendonça, coordenador do Gecoc.

O telefone de um padeiro, que também foi levado pelos bandidos, foi localizado. Os nomes dos detidos na capital não foram revelados, já que a operação ainda está em andamento e novas prisões ainda podem acontecer.

Armas e munições foram apreendidas pelo Gecoc no bairro do Ouro Preto (Foto: Divulgação/Ascom MP-AL)

A identidade de todos os suspeitos só deve ser conhecida oficialmente após a conclusão da operação.

Além dos suspeitos capturados no bairro do Ouro Preto, outro homem, identificado como Klujlton Cardoso, já havia sido preso no bairro da Chã da Jaqueira pelo Batalhão de Policiamento Escolar (BPEsc). De acordo com um agente de polícia que não quis se identificar, ele foi encaminhado para a sede da Delegacia Geral de Polícia Civil, no bairro de Jacarecica.

Já os suspeitos presos na cidade de Arapiraca, foram capturados dentro de uma residência localizada em uma área conhecida como “antigo lixão”, durante uma operação que aconteceu em parceria com a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) da Polícia Civil. Além das prisões, a polícia apreendeu três revólveres.

Relembre o crime
Na madrugada de segunda-feira (9), homens armados arrombaram uma agência bancária no município de Porto de Pedras, no Litoral Norte de Alagoas, invadiram o Grupamento da Polícia Militar (GPM) do município e executaram o cabo Ivaldo Oliveira Silva, em uma praça central da cidade.

11/12/2013 20h26 – Atualizado em 11/12/2013 22h47

Polícia prende outros suspeitos por morte de PM em Porto de Pedras, AL

3 foram presos em Arapiraca; em Maceió foram 3 e 1 menor apreendido.
Operação continua em andamento e novas prisões podem ocorrer.

Do G1 AL

Comente agora
Três presos foram encaminhados de Arapiraca para a Central de Flagrantes, em Maceió. (Foto: Kléverton Amorim/Arquivo pessoal)Três presos foram encaminhados de Arapiraca
para a Central de Flagrantes, em Maceió.
(Foto: Kléverton Amorim/Arquivo pessoal)

A Polícia Civil prendeu outros três suspeitos de participar do assalto a uma agência bancária em Porto de Pedras que terminou com a execução do cabo da PM, Ivaldo Oliveira Silva, natural de Pernambuco. Eles foram identificados apenas como Daniela, Paula e Renin e encaminhados a Central de Flagrantes, em Maceió. Outros três  homens já haviam sido presos e um menor apreendido na capital.

De acordo com a assessoria do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público, dois jovens foram presos e um menor apreendido no bairro do Ouro Preto, em Maceió, em uma operação realizada nesta tarde em paceria com o Batalhão de Operações Especiais (Bope), a Secretaria de Defesa Social, a Superintendência de Administração Penitenciária e o Serviço de Inteligência da Polícia Militar.

Com eles, o Gecoc e a PM apreenderam quatro armas. “As duas pistolas .40 roubadas do GPM de Porto de Pedras foram recuperadas. Elas têm o brasão da Polícia Militar”, afirmou o promotor de Justiça Alfredo Gaspar de Mendonça, coordenador do Gecoc.

Armas e munições foram apreendidas pelo Gecoc no bairro do Ouro Preto (Foto: Divulgação/Ascom MP-AL)Armas e munições foram apreendidas no bairro
do Ouro Preto (Foto: Divulgação/Ascom MP-AL)

O telefone de um padeiro, que também foi levado pelos bandidos, foi localizado. Os nomes dos detidos na capital não foram revelados, já que a operação ainda está em andamento e novas prisões ainda podem acontecer.

A identidade de todos os suspeitos só deve ser conhecida oficialmente após a conclusão da operação.

Além dos suspeitos capturados no bairro do Ouro Preto, outro homem, identificado como Klujlton Cardoso, já havia sido preso no bairro da Chã da Jaqueira pelo Batalhão de Policiamento Escolar (BPEsc). De acordo com um agente de polícia que não quis se identificar, ele foi encaminhado para a sede da Delegacia Geral de Polícia Civil, no bairro de Jacarecica.

Já os suspeitos presos na cidade de Arapiraca, foram capturados dentro de uma residência localizada em uma área conhecida como “antigo lixão”, durante uma operação que aconteceu em parceria com a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) da Polícia Civil. Além das prisões, a polícia apreendeu três revólveres.

Relembre o crime
Na madrugada de segunda-feira (9), homens armados arrombaram uma agência bancária no município de Porto de Pedras, no Litoral Norte de Alagoas, invadiram o Grupamento da Polícia Militar (GPM) do município e executaram o cabo Ivaldo Oliveira Silva, em uma praça central da cidade.

Ivaldo Oliveira da Silva foi morto com um tiro na cabeça. (Foto: Reprodução/Facebook)
Ivaldo Oliveira da Silva foi morto com um tiro na
cabeça.

O crime aconteceu por volta das 3h. De acordo com o tenente Elias, do 6º Batalhão da Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, testemunhas contaram que pelo menos oito homens chegaram em duas caminhonetes e arrombaram a agência do Bradesco, no centro da cidade. Alguns deles estavam encapuzados e fortemente armados com pistolas e revólveres.

O grupo quebrou um dos caixas eletrônicos do banco usando um pé de cabra e seguiu para o Grupamento da PM, que fica a cerca de 500 metros da agência. Os criminosos renderam o soldado Ivaldo e roubaram as armas da polícia. Eles arrastaram o militar até a casa onde estava um sargento, que trocou tiros com os criminosos. Após o tiroteio, o soldado foi executado com um tiro na cabeça.

Segundo o tenente, dois militares ficam de plantão por turno no GPM, mas, no momento da invasão, o sargento havia saído porque não estava se sentindo bem. O delegado que estava de plantão na segunda, Rubens Cerqueira de Araújo, o “Cachimbau”, informou ainda que os criminosos abandonaram uma caminhonete Hilux de cor prata e placas NNY 7947/AL. “Depois de consultarmos o sistema, descobrimos que essa caminhonete foi roubada no dia quatro deste mês em Viçosa. Os homens fugiram na outra caminhonete, que não foi identificada”, contou.

De acordo com a PM, o soldado pernambucano ingressou na polícia alagoana em 2006. Ele estava lotado no 6º BPM, mas morava em Recife. Ele foi enterrado com honras militares no povoado Lagoa da Vaca, zona rural do município de Surubim, em Pernambuco.

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey