porno sex sifresiz mac izle online film seyret r57 c99 shell


A “Dama de Ferro” está de volta: promotora Martha Bueno fiscalizará eleição suplementar em Palestina

3.555 eleitores vão às urnas em 11 seções eleitorais no próximo domingo



 

Após o julgamento do recurso eleitoral que indeferiu o pedido de registro de candidatura de Kathiane Janine Medeiros e José Alberto Barbosa dos Santos, o TER/AL decidiu pela realização de novas eleições, após a nulidade dos votos por eles obtidos, que totalizavam mais de 50% da votação válida.

A eleição suplementar será realizada no próximo domingo (1º) e os 3.555 eleitores estarão votando nas 11 seções eleitorais que vão funcionar no município. Candidatos de duas coligações estão disputando o pleito para prefeito e vice-prefeito respectivamente. Pela coligação “Com a Força do Povo” estarão disputando os candidatos Dino César e Petronila e pela coligação “A Esperança se Renova” estarão concorrendo as candidatas Lane Cabudo e Vera.

Segundo informações obtidas junto ao Cartório da 11ª Zona Eleitoral, a votação terá início às 08 horas e encerramento às 17 horas, obedecendo ao horário de Alagoas, já que o estado não faz parte do chamado “horário de verão”.

 

Eleição será fiscalizada pela “Dama de Ferro e GCOC

 

Em razão da importância da eleição, os olhos da imprensa alagoana estão voltados para o município de Palestina durante esta semana. O município possui um dos mais vergonhosos indicadores sociais de Alagoas, com enorme índice de pobreza.

Entretanto, nos últimos oito anos, foi palco de festas públicas com shows de bandas famosas nacionalmente e contratadas a preços muito caros, fugindo, assim, da realidade de município pobre. E somados a estes descasos ainda vieram o grande escândalo de corrupção provocado pelo ex-prefeito Junior Alcântara, tendo este, em razão da prática de improbidade administrativa, decretada a sua prisão pela Justiça.

Desde o início desta semana autoridades da Justiça eleitoral são vistas constantemente circulando no município palestinense, com destaque para o juiz eleitoral Alfredo dos Santos Mesquita, a promotora de Justiça Martha Bueno, conhecida na região como “a dama de ferro” do Parquet Estadual de Alagoas”, e o promotor de Justiça Luiz Tenório, sendo este último o representante do GCOC (Grupo de Combate a Organizações Criminosas) que também está fiscalizando o pleito eleitoral em Palestina.

A “dama de ferro” é a promotora de Justiça titular da Comarca de Pão de Açúcar à qual pertence o município de Palestina. Foi ela a responsável pela denúncia que anulou a eleição majoritária realizada em 07 de outubro de 2012. E segundo ela, atuará com a mesma disposição e rigor durante o pleito suplementar que será realizado no próximo domingo (1º).

Ela ganhou o apelido de “Dama de Ferro” pela sua maneira transparente, justa, rigorosa e brilhante de atuação, apesar de ser uma magistrada acessível e muito comunicativa. O apelido foi inspirado na atuação da líder inglesa Margareth Thatcher que, em 1979, tornou-se a primeira mulher a ocupar o cargo de Primeiro-Ministro da Grã-Bretanha. Foi a precursora do neoliberalismo e seu governo durou 11 anos com aprovação quase unânime da população britânica.

Para expressar a sua disposição no tocante a sua atuação na eleição suplementar de Palestina, a promotora Martha Bueno postou uma mensagem, no último dia 24, em uma comunidade interativa e compartilhou com alguns de seus amigos e colegas de trabalho.

“Há responsabilidades que pesam… Outras fazem chorar… Esta é uma semana de decisões, vitórias para uns, muito trabalho para outros! Força, Coragem e Fé!!! Que o meu amado sertão/Palestina saiba decidir o que for melhor para os mais necessitados… Tô chegando! Grata aos apoios em geral e credibilidade em minha atuação funcional. Valeu a luta! Obrigado, meu Deus!”, disse a promotora.

Em Palestina, a votação será realizada na forma eletrônica e com a identificação biométrica do eleitor. Poderão votar os eleitores que se alistaram ou transferiram seu domicílio eleitoral para a circunscrição eleitoral do pleito dentro dos 151 dias anteriores à data das novas eleições, ou seja, 04 de julho. O cartório eleitoral poderá fornecer, caso requerida, a segunda via de título eleitoral.

 

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Estadão Alagoas 2016 | Todos os Direitos reservado - Desenvolvido por Interactive Monkey